Motoristas de Santa Isabel fazem protesto por falta de pagamento
18/10/2018 22:09 em Novidades

Os ex-funcionários da empresa que prestava o serviço de transporte público em Santa Isabel fizeram na manhã desta quarta-feira (17), uma manifestação. A reivindicação deles é por conta dos salários e outros benefícios que estão atrasados.

 

Os motoristas são conveniados pela PEM, empresa que era responsável pelo transporte na cidade. Desde segunda-feira (15), porém, a Viação Suzano passou a atuar na cidade após a assinatura de um contrato emergencial. Após várias multas e notificações, a Prefeitura avaliou que houve a caducidade do contrato com a antiga empresa.

 

A substituição foi feita, já que a empresa apresentava uma série de irregularidades, como falta de manutenção e até falta de combustível. O transporte dos estudantes foi feito normalmente. A Prefeitura disse que pagará o salário de outubro aos funcionários.

 

No caso das vans escolares, os motoristas alegam que estão sem receber desde agosto.

 

Para Rosângela da Silva, que tem três vans, o prejuízo já ultrapassa R$ 40 mil. “Nós precisamos do nosso pagamento porque é assim que pago as minhas dívidas. A maioria das vans são financiadas e é uma média de quase R$ 3 mil por parcela e são mais de três meses sem receber. O motorista e a monitora precisam receber. A Prefeitura promete as coisas e não cumpre. A PEM fala uma coisa e a Prefeitura fala outra. A gente fica no meio sem saber quem está falando a verdade e nenhuma cumpre nada. A PEM diz que a Prefeitura deve e a Prefeitura diz que paga.”

 

Durante a manhã, os motoristas e auxiliares de vans ficaram à espera da prefeita para tentar encontrar uma solução.

 

Valter Martins era motorista de ônibus e foi dispensado no começo da semana. Segundo ele, os funcionários da empresa não receberam o salário do último mês e nem os direitos trabalhistas.

 

“O meu Fundo de Garantia não foi nem aberto a conta há um ano e dez meses. Então não tem nem como dar entrada no Seguro Desemprego. A única coisa que foi dito para nós é que deveríamos procurar um advogado. Só que a prefeita também tinha falado que ia absorver os funcionários da PEM e tem em torno de 15 pessoas que não foram chamadas nessa nova empresa. Isso não é por falta de qualificação, tem pessoas que tinham 10, 15 dias de trabalho que foram chamadas e nós, os mais velhos de casa, que participamos de uma reunião cobrando os salários, não fomos chamados.”

 

 

Fernando dos Santos está sem receber há três meses. “A gente tem que comer, pagar aluguel e se virar como pode. Tive que pedir dinheiro emprestado, estou devendo e só tem palavras e promessas”.

 

A prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto, disse que vai pagar o mês de outubro aos motoristas de vans escolares. Já para compensar o mês de setembro, eles vão receber um adiantamento da empresa que está atuando em caráter emergencial.

 

A Prefeitura disse ainda que 80% dos ex-funcionários da PEM foram contratados pela nova empresa.

 

Os funcionários decidiram trabalhar normalmente no período da tarde.

 

A produção do Diário TV não conseguiu contato com o responsável pela PEM.

COMENTÁRIOS